quinta-feira, 2 de junho de 2011

Potencial



técnica mista sobre tela
2 x 2,5 m
2011

O título é provisório, pois procuro um melhor. Faltam-me as letras para as ideias que consigo tornar imagem. A influência das lutas do Egipto, onde existe um inimigo claro, desumano e agressivo, e onde se arrisca muito mais para lutar por algo. Onde podem lutar por uma sociedade com a qual nós não concordemos (teocracia) mas o facto de ser o povo a lutar por ela é o que inspira. Porque se lutam contra uma ditadura podem lutar contra outras.

Por cá?
Nunca lutamos como um povo, confiamos esse papel a uns quantos.
Não temos um inimigo claro, a maior parte são pessoas que podem simplesmente votar no partido errado. Não temos agressividade clara, temos a violência dissimulada de nos querer fazer acreditar que a maioria é a razão e o resto a loucura. E que a maioria é a televisão.

Não devíamos estar tão revoltados (emocionalmente) como os outros?
Não devíamos estar tão revoltados como os outros?

2 comentários:

Diana de Sousa disse...

Nas ditaduras podíamos culpar os ditadores, mas nesta democracia só podemos culpar os 65% da população que vai dar outra vez o seu voto aos mesmos dois partidos que nos meteram no buraco. Uma sociedade de masoquistas, é o que é.

Dalaiama disse...

Podes crer Diana!
E quanto ao trabalho do Telmo Alcobia está simplesmente BRILHANTE! Sinceramente, das obras mais poderosas que já produziste! Sempre a evoluir!!!

25 de Abril Braga

A convite da Associação Juvenil SYnergia fui a Braga nos dias 29, 30, e 31 de Maio fazer um mural para o seu pojecto da história de Braga, B...